07 dezembro 2007

Jesualdo " pé frio" nas contratações...

Quando um treinador chega a um novo clube arrasta consigo uma filosofia, uma personalidade, uma visão distinta do futebol e um estilo de jogo que pretenderá impôr. Às administrações dos clubes compete decidir antecipadamente o perfil do novo treinador e escolher no mercado o que mais se coaduna com o desafio que a equipa exige. A cada treinador corresponde um futebol diferente emergindo daí a necessidade de jogadores que correspondam a esse futebol. Um jogador titular indiscutível para um treinador e sistema táctico pode ser um mero espectador de bancada para o novo técnico. No Porto, Jesualdo Ferreira chegou pra substituir Co Adriannse e utilizou os jogadores escolhidos pelo holandês para atacar o bi-campeonato num esquema táctico de 3-4-3, ele que saiu em litígio já perto do início da época. Dessa forma, seria de esperar que Jesualdo recorresse ao mercado para contratar jogadores à sua imagem, que se adaptassem à sua filosofia de jogo e esquema táctico preferencial. Depois de uma última época em que o FC Porto se gladiou até aos últimos instantes do campeonato pelo titulo com os rivais de Lisboa, os azuis atacaram o mercado de Verão para colmatar algumas lacunas no plantel. Das prospecções e observações resultaram as contratações de Nuno, Lino, Stepanov, Bolatti, Kaz, Luis Aguiar, Fernando, Leandro Lima, Mariano Gonzalez, Edgar e Ernesto Farias. No total um investimento de 13 milhões de euros para um volume de vendas de 70 milhões de euros arrecadados com a cedência dos direitos desportivos de Andersson, Pepe, Hugo Almeida e Ricardo Costa. Vitor Baia abandonou o futebol para assuimir funções no elenco administrativo do FC Porto, para o seu lugar foi contratado Nuno, que até ao momento tem correspondido às melhores expectativas mas é suplente do indiscutível Heltón; para o lugar de defesa esquerdo Lino chegou via Académica de Coimbra livre de compromisso mas até ao momento ainda não teve oportunidade de se mostrar; depois da venda de Pepe foi Stepanov o escolhido para assumir o seu posto no centro da defesa, depois de um ínicio de época de adaptação entrou na equipa e mostrou credenciais mas está em baixo de forma e depois do desastroso jogo em Liverpool saiu da equipa; num meio campo que Jesualdo pretendia mais forte e mais alto Mario Bolatti raramente é utilizado apesar de reunir consenso pelo seu valor, Leandro Lima e Kaz alternam entre o banco e a bancada e Fernando e Luis Aguiar foram emprestados ao Estrela da Amadora; Mariano Gonzalez entra a espaços na equipa, quer como titular, quer como suplente utilizado; numa frente de ataque recheada Egar e Farias raramente são vistos na convocatória e não devem fazer parte das contas do treinador, recorde-se que Farias foi a contratação mais cara , contratado ao River Plate por 4 milhões de euros.
O extraordinário nesta lista é que nenhum dos jogadores contratados conseguiu até ao momento um lugar de titular, raramente jogam e na sua maioria alternam entre o banco de suplentes e a bancada. Apenas Tarik, reintegrado no plantel após empréstimo tem jogado com regularidade e tem sido o destaque maior da época, assinando boas exibições e golos importantes.
A questão que se coloca à estrutura dirigente dos dragões é o porquê de um investimento em jogadores que não passam de soluções de recurso? Tudo se encaminha para que já em Janeiro alguns destes jogadores engrossem a longa fileira de jogadores emprestados, que outros sejam contratados e que os jogadores da formação continuem a jogar na nova Liga Intercalar.
Para quando uma administração portista que contrate jogadores que acrescentem valor à equipa, que aposte em jogadores formados no clube e construa o plantel com a percepção de que para uma equipa de nível mundial se devem contratar jogadores do mesmo nível ou com longa margem de progressão, caso do Andersson, apostas seguras que possam ombrear com os titulares por um lugar na equipa? A este ritmo a administração azul e branca ainda se arrisca a compor os 16 plantéis da Liga Bwin apenas com jogadores emprestados.

Sem comentários: