24 janeiro 2008

Quaresma entre assobios e a renovação

Ricardo Quaresma, o mágico jogador do FC Porto fez "estalar o verniz" nas hostes do Dragão depois das declarações após a vitória sobre o Desportivo das Aves para a Taça de Portugal. Durante o jogo foi várias vezes alvo dos assobios dos adeptos portistas que não o poupavam em cada bola perdida. Em jeito de retribuição de tal "carinho" resolveu a partida já nos momentos finais com um golo. Nem festejou, limitou-se a tirar a camisola triste e aborrecido com os apupos com que os adeptos o costumam brindar, apesar de ser uns dos jogadores mais influentes da equipa e dos que mais fazem vibrar as bancadas com os seus pormenores técnicos, as fintas, os cruzamentos de "letra"e os seus golos de "trivela". Os adeptos, no entanto, não lhe perdoam as suas perdas de bola, o seu egoísmo e o seu jogo rendilhado. As declarações que teve no final foram um "aviso" aos adeptos, um ameaçar de saída ou um ultimato à direcção? As declarações indiciavam apenas que estava farto dos apupos dos adeptos, mas os desenvolvimentos que se lhe seguiram não deixam margens para dúvidas: Quaresma recebeu uma proposta irrecusável para sair. Fiel aos seus princípios e à promessa que fez aos adeptos Pinto da Costa recusou intransigentemente que Quaresma pudesse sair já em Janeiro e partiu ao ataque. Durante a semana resolveu comprar os 9% do passe de Quaresma que eram detidos pelo First Portuguese Players Fund, em conjunto com os de Vieirinha, Paulo Machado e Ivanildo por apenas 1,7 milhões de euros. Esta manobra é de facto inteligente se tivermos em atenção que, apenas a venda do Quaresma por um valor de 20 milhões de euros renderiam aos cofres do Fundo de Jogadores um valor de aproximadamente 2 milhões de euros e por menos desse valor o Porto ficou com o total dos passes de todos os jogadores mencionados. No dia seguinte, Quaresma em entrevista publicada no site do clube anuncia a renovação do contrato até 2011, com uma declaração contundente: " Amo o FC Porto". Quais as ilações que se podem tirar deste episódio? Face à vontade manifestada por Quaresma em aceitar a eventual proposta, Pinto da Costa repete o que já havia feito com Deco, pede-lhe para aguentar até ao final da época, aumenta-lhe o ordenado e compensa alguma insatisfação que possa advir desta situação. Uma tentativa clara de não perturbar o equilíbrio emocional do balneário, quebrando inteligentemente os pontos de insatisfação, reforçando a confiança na equipa e nos adeptos de que é possível lutar pela vitória na Champions e uma vez que estamos em vésperas de Campeonato da Europa, inflacionar ainda mais o passe de Quaresma. Foi só no dia seguinte que os jornais relataram que o Real Madrid estaria na pole position para contratar o talentoso ala portista, depois da intransigência do Manchester United em se desfazer de Cristiano Ronaldo. Berns Schuster quer um Real a praticar um futebol mais atractivo, e se na ala esquerda está bem servido falta-lhe um ala direito que possa desequilibrar, que encha de magia o jogo dos "madrileños" que tem sido apenas eficaz, e que encante os adeptos.
Quaresma foi o escolhido, mas terão que aguardar até ao Verão.

Sem comentários: