18 dezembro 2008

Porto pressiona líder...

O FC Porto venceu o Estrela da Amadora, num jogo que até esteve em dúvida depois das ameaças de greve dos jogadores estrelistas, e continua a sua saga vitoriosa rumo ao topo da classificação, estando agora no 2º lugar a somente 2 pontos do líder Benfica. São já nove as vitórias consecutivas repartidas pelas diferentes competições e que permitem aos adeptos sonhar com títulos importantes nesta época, depois de uma fase de descrença na equipa. A esta subida de rendimento da equipa é forçoso associar a inclusão de Hulk no onze, mais uma vez o brasileiro foi decisivo e encantou a plateia com um golo fabuloso pouco depois do Estrela empatar o jogo a duas bolas. Para este jogo, Jesualdo Ferreira fez alinhar o onze mais forte, com uma frente de ataque muito dinâmica e irrequieta com Lisandro, Hulk e Rodriguez ( diga-se que todos eles marcaram no jogo de ontem, sendo que Rodriguez em franca melhoria de rendimento marcou o seu primeiro bis com a camisola portista). O conjunto azul e branco entrou na partida determinado a marcar cedo e nos primeiros 10 minutos de jogo já tinham sido três as ocasiões de perigo junto da baliza de Nélson ( grande exibição ). Mas a resistência do Estrela durou apenas isso, 10 minutos, porque após um cruzamento da direita de Fucile, Lisandro alvejou com êxito a baliza estrelista. O momento caricato da noite estava reservado para Fucile, já que ao aliviar uma bola, esta embateu na perna de Vitor Moreno fazendo um chapéu sem defesa para o surpreendido Hélton. O jogo ficava a partir desta altura igualado, mas notava-se que o Porto tinha as soluções e a vontade para desempatar rapidamente e foi ainda na primeira parte que Rodriguez, depois de um livre do lado direito do ataque, marcou o seu segundo golo para o campeonato, já depois de ter desperdiçado uma oportunidade flagrante na cara de Nélson. A segunda parte haveria de trazer mais golos, mas nem por isso melhor futebol. Com o resultado a seu favor, os comandados de Jesualdo Ferreira entraram a controlar o jogo, mas já se sabe que isso não costuma trazer bons resultados, e foi nesta toada morna que o Estrela chegou ao empate. O momento da noite chegava logo depois, e os poucos adeptos presentes no estádio hão-de ter dito que valeu a pena! Hulk ( começa a ser recorrente e um caso sério neste Porto ) pega na bola em zona frontal à baliza e remata de forma perfeita em arco ao canto superior direito. O terceiro golo no campeonato do brasileiro é uma cópia do golo que marcou ao Paços de Ferreira. O Estrela não mais incomodou Hélton e Rodriguez marcou o golo da tranquilidade num livre superiormente marcado em zona frontal. Uma vitória que permite ao Porto continuar na perseguição ao lugar cimeiro da classificação.

Sem comentários: